×

Alunos do Cidadania são premiados em Olimpíada de Matemática de Goiás

Neste ano, três alunos do Sesc Cidadania foram premiados

22 Nov 2019 15h45 atualizado 05 Dez 2019 14h13

Na manhã desta sexta-feira (22), ocorreu a solenidade de premiação da Olimpíada de Matemática do Estado de Goiás, no auditório da Biblioteca da UFG. Realizada pelo Instituto de Matemática e Estatística (IME) com apoio da OBM desde 1992, a competição se consolida por meio da aplicação de uma prova, destinada a alunos do ensino fundamental e médio.

Neste ano, três alunos do Sesc Cidadania foram premiados. O estudante do 3° do Ensino Médio, Rafael Teles, de 16 anos, conquistou medalha de bronze no nível III. Além dele, os alunos Ivan Santos, também do 3° do Ensino Médio e, Rara Garcia Ramos, aluna do Ensino Fundamental Anos Finais, receberam menção honrosa da Olimpíada. 

Leopoldo Veiga Jardim, diretor regional do Sesc, a premiação é mais uma prova do comprometimento do Sesc com a educação. "Ver nossos alunos galgando degraus tão importantes só reforça em nós a certeza de que estamos no caminho certo, com foco na qualidade do serviço educacional prestado", considerou. Veiga reforça que os títulos confirmam a posição do Sesc Cidadania como uma das instituições de ensino mais promissoras de Goiás. 

Para Rafael Teles, que participou da prova durante os três anos do ensino médio, foi uma surpresa ver que seu nome estava na lista de vencedores. “Eu não imaginava que estaria aqui. “Entrei no site só por curiosidade mesmo e meu nome tava lá. Achei bem legal, é gratificante ver o meu esforço ser recompensado de alguma forma”, afirmou o estudante que pretende cursar faculdade de engenharia no próximo ano.

O estudante Ivan Santos, de 18 anos, deixa uma dica para aqueles que desejam participar da próxima edição. “Eu recomendo a tentar extrair o máximo dos professores. Tem que esforçar bastante em casa para não chegar despreparado lá. É uma prova complicada, exige tempo. Com o tempo que você gasta para fazer 90 questões do enem, você faz 10 questões dessa olímpiada”, contou. 

A professora de matemática do Ensino Médio, Katia Ferreira, explicou que o conteúdo da prova é mais abstrato e requer mais raciocínio dos candidatos. “Eles tiveram um desempenho muito bom. Me sinto muito honrada e feliz por eles, foi muito merecido. Saio daqui muito feliz por eles, pela escola e pelos professores”, disse.